OAB Niterói online
Notícias
Palavra do presidente: Bobagem pura

Palavra do presidente: Bobagem pura

 Por Antonio José Barbosa da Silva - presidente da OAB da OAB de Niterói

Certos radicais da política e da sociologia pregam que a Polícia Militar deveria ser extinta ou, então, que passasse a  andar desarmada. São ideias sem fundamento, destituídas de bom senso e divorciadas da realidade.

No Espírito do Santo, a PM não pode sair dos quartéis  em razão do bloqueio realizado pelas mulheres dos soldados e oficiais  e deu no que deu. Assaltos, crimes, etc. Com a volta, houve aplausos.

A bandidagem tomou conta da paróquia e foram ajudados por pessoas interessadas que, aproveitando da falta de policiamento,  deitaram e rolaram, com a prática de destruição das lojas para roubar mercadorias. Foi uma zorra total.

O pânico grassou e somente terminou com chegada do Exército e da Força Nacional para acabar com a  criminalidade.

Mais uma vez, as Forças Armadas puseram fim à balbúrdia, como já aconteceu nos presídios do Rio Grande do Norte e  nos morros do Rio. Sempre que há descontrole, a Marinha, o Exército e a Aeronáutica são chamados pelos governos.

Agora outra incumbência: foram solicitadas pelo  governador Pezão para ajudar na segurança da população no Carnaval. É por esta e outras que estão com conceito superelevado perante a sociedade.

O absurdo terminou depois de muito papo entre as autoridades do ES, com a promessa de melhores salários e condições de trabalho.

Aqui, no Rio, em  meio a grande boataria,  o problema não prejudicou a segurança da população, apesar dos esforços das mulheres dos PM. Ficou decido que o governo do estado daria  aumento, pagaria o 13o salário e outros benefícios.

Aqui, igualmente, ocorreu um fato interessante: a população contribuiu com alimentos para os policiais que estavam dando duro para garantir a tranquilidade. Foi uma união total.

Quem não gostou, com toda a certeza, foram   os que defensores do fim da PM ou  os que pregam   seu desarmamento em meio a esse clima de guerra entre traficantes por melhores pontos de venda da maconha, cocaína, entre outras drogas.

Será que desejam a PM andando com botões de rosa no momento em que for enfrentar os marginais? Seria  a vitória do crime contra a lei.

A PM tem de ser prestigiada, porque sem ela as pessoas descem morro abaixo, com a facilitação do crime organizado e avulso. Ninguém, em sã consciência quer isso.

A não ser a eterna  turma dos defensores do indefensável.

Publicação em O Fluminense de 17-2-17

 



back