OAB Niterói online
Notícias
TJAC -Construtora tem garantido pela Justiça direito de receber pagamento por obra de infraestrutura

TJAC - Construtora tem garantido pela Justiça direito de receber pagamento por obra de infraestrutura


 Pagamento é relativo à quinta etapa dos serviços de execução de obras já concluídas nas ruas no Município de Bujari.
O Juízo da 2ª Vara de Fazenda Pública da Comarca de Rio Branco concedeu a segurança pleiteada no Mandado de Segurança n°0711898-06.2016.01.0001, determinando que o impetrado, o Departamento Estadual de Pavimentação e Saneamento (Depasa), viabilize o pagamento da quinta etapa dos serviços de execução de obras de infraestrutura nas ruas no Município de Bujari, pela construtora M.C. Ltda.
 
Conforme os autos, o Órgão não efetuou o pagamento da obra já concluída pela empresa, em função da impetrante não ter apresentado certidões de regularidade junto a Receita Federal e a Previdência Social. Contudo, ao analisar o caso, a juíza de Direito Zenair Bueno reconheceu a exigência legal e a necessidade da apresentação de toda a documentação pela empresa, mas compreendeu que, como na ocasião do procedimento licitatório a construtora tinha tudo regularizado, agora na fase do pagamento isso não pode servir de obstáculo para a Administração Pública quitar o serviço já concluído.
 
“Assim, muito embora as exigências apresentadas pela administração estejam em consonância com o que rege a lei de licitações, entendo que a regularidade fiscal da impetrante no caso concreto já foi devidamente comprovada por ocasião da sua participação no procedimento licitatório, bem como da assinatura do contrato administrativo (mesmo porque inexiste nos autos qualquer indício de prova que leve a raciocinar em sentido contrário), inexistindo justificativa para o não pagamento pelos serviços que já foram inclusive prestados pela empresa (…)”, escreveu a magistrada.
 
Entenda o Caso
 
A construtora M.C. Ltda entrou com Mandado de Segurança contra o Depasa, solicitando a concessão de tutela liminar para o Órgão lhe pagar pela quinta etapa de obras de infraestruturas nas ruas do Município do Bujari, realizada pela empresa. Segundo a inicial, a construtora venceu procedimento licitatório junto com outra empresa para executar a obra, tendo ficado responsável pelo lote I, e realizou todas as etapas que lhe cabiam no empreendimento.
 
De acordo com a impetrante, enquanto realizou sua parte das obras encontrava-se com “todas as certidões de regularidade exigidas na cláusula oitava do contrato vigente”. Porém, pela demora no pagamento acabou ficando sem as certidões de regularidade junto a Receita Federal e Previdência Social, por causa de dificuldades financeiras. Então, devido à ausência dessas certidões o impetrado não pagou a empresa, mesmo a construtora tendo concluído sua parte na obra.
 
Por sua vez, o Órgão impetrado lembrou a necessidade de se manterem todas as condições habilitatórias da licitação durante a execução do contrato, condição não sustentada pela empresa impetrante. Segundo argumentou o Depasa, é necessário não haver débitos trabalhistas e previdenciários para a Administração Pública não ser responsabilizada no futuro, assim, o impetrado afirmou ser ausente o direito líquido e certo da impetrante e pediu a denegação do Mandado de Segurança.
 
Sentença
 
A juíza de Direito Zenair Bueno, titular da unidade judiciária, depois de ponderar sobre o caso, considerou “(…) indevida a exigência, por parte do diretor-presidente do Departamento Estadual de Pavimentação e Saneamento (Depasa), das certidões de regularidade de débitos previdenciários e da dívida ativa da união para que seja realizado o respectivo pagamento da quinta e última medição dos serviços de execução de obras de infraestrutura realizados nas ruas do Município de Bujari”.
 
Na sentença, a magistrada enfatiza ser correta a exigência da Lei de Licitações, no artigo 55, inciso XIII, de manter durante toda execução do contrato as condições de habilitação e qualificação exigidas na licitação por parte da empresa, mas ratificou que por outro lado “não se pode olvidar o fato de que tais exigências não devem servir como escudo para que a Administração Pública não cumpra as suas obrigações em tempo oportuno, sobretudo no caso dos autos, quando a empresa contratada para tratar com o poder público já cumpriu todas as obrigações que lhe foram entregues em tempo oportuno e de maneira satisfatória e eficaz”.

Fonte: TJAC



back

:: Mais Noticias
  •  (20-03-2019) - OAB Niterói assina convênio com a Ótica Cristale & Hospital de Óculos, concedendo desconto
  •  (19-03-2019) - OAB Niterói entrega carteiras a novos advogados e estagiários de Direito dia 28
  •  (15-03-2019) - OAB Niterói empossa Comissão de Proteção e Defesa dos Animais
  •  (15-03-2019) - Laila Falconi toma posse como presidente da Comissão de Defesa do Consumidor da OAB Niterói
  •  (15-03-2019) - Comissão de Apoio à Terceira Idade da OAB Niterói toma posse e antecipa projetos de atuação
  •  (15-03-2019) - Gerente do INSS visita presidente da OAB Niterói e promete regularizar atendimento aos advogados
  •  (14-03-2019) - Artigo do Presidente: 15 DE MARÇO – DIA MUNDIAL DO CONSUMIDOR
  •  (14-03-2019) - OAB Niterói enfoca o ‘Respeito às diferenças, exercendo o direito à igualdade’ em palestra no dia 20
  •  (14-03-2019) - Dia Internacional contra a discriminação racial será celebrado na OAB Niterói com palestra
  •  (13-03-2019) - Comissão de Apoio à Terceira Idade da OAB Niterói inicia plantão para atender a população idosa
  •  (12-03-2019) - Advogado Cléber Barros enfoca ‘Imposto de Renda dos Advogados’durante palestra na OAB Niterói,dia 19
  •  (11-03-2019) - OAB Niterói comemora Dia Mundial do Consumidor com orientação jurídica gratuita nesta sexta-feira,15
  •  (11-03-2019) - OAB Niterói lança campanha de doações para casas de acolhimento de vítimas da violência doméstica
  •  (08-03-2019) - As mulheres merecem todo reconhecimento
  •  (07-03-2019) - Artigo: Violência Doméstica
  •  (28-02-2019) - OAB Niterói estará em recesso entre os dias 1º e 6 de março.Sala dos Advogados e van funcionam sexta
  •  (27-02-2019) - Marcelo Funes é o presidente da Comissão de Direito Imobiliário na nova gestão da OAB Niterói
  •  (27-02-2019) - OAB Niterói empossa José Ricardo Oliveira Lessa como presidente da Comissão de Direitos Humanos
  •  (27-02-2019) - Fernanda Ferreira Lopes Tavares assume presidência da Comissão OAB Jovem de Niterói
  •  (25-02-2019) - Turma de novos advogados e estagiários de Direito receberá carteira na OAB Niterói amanhã, dia 26
  •  (25-02-2019) - Regras para declaração do Imposto de Renda já foram divulgadas. OAB Niterói orienta advogados
  •  (20-02-2019) - OAB Niterói participa da consulta pública para criação do Parque Natural Municipal da Água Escondida
  •  (20-02-2019) - OAB Niterói cria Comissão de Orientação e Triagem, presidida por Jocelin Marry da Silva
  •  (20-02-2019) - Paulo Sérgio dos Santos reassume Comissão de Integração Comunitária da OAB Niterói
  •  (19-02-2019) - Eliana do Nascimento Barboza assume nova Comissão de Assistência às Vítimas de Violência Doméstica
  •  (18-02-2019) - OAB Niterói homenageia os jornalistas na passagem do Dia do Repórter
  •  (15-02-2019) - Márcio Ferreira Teixeira toma posse como presidente da Comissão Especial de Assuntos Tributários
  •  (15-02-2019) - Helga Mansur toma posse como presidente da Comissão OAB Mulher
  •  (14-02-2019) - COMUNICADO
  •  (12-02-2019) - OAB Niterói lamenta morte prematura do jornalista Ricardo Boechat, originário da cidade
  •  (08-02-2019) - Gerente da agência da Caixa Econômica no TRT visita presidente da OAB Niterói
  •  (08-02-2019) - Presidente Claudio Vianna e diretoria da OAB Niterói tomam posse solene em cerimônia festiva
  •  (06-02-2019) - OAB Niterói participa de reunião para debater a segurança na cidade
  •  (05-02-2019) - Presidente da OAB Niterói recebe visita de cortesia do presidente-chanceler do Ifec
  •  (05-02-2019) - Entrada de serviço causa polêmica em condomínio na Boa Viagem, em Niterói
  •  (05-02-2019) - Salto na conta de luz em Niterói gera abaixo-assinado
  •  (05-02-2019) - Próxima turma a receber carteiras na OAB Niterói, dia 7, terá como paraninfo diretor da ESA
  •  (23-01-2019) - Posse solene da nova Diretoria e Conselho da OAB Niterói será dia 6 de fevereiro, no Teatro Abel
  •  (21-01-2019) - OAB Niterói realiza primeira entrega de carteiras na gestão de Claudio Vianna no dia 24
  •  (07-01-2019) - OAB/Niterói: Cláudio Vianna anuncia primeiras medidas
  •  (04-01-2019) - Cláudio Vianna assina termo de posse como presidente da OAB Niterói
  •  (17-12-2018) - OAB Niterói estará em recesso de 20 de dezembro a 2 de janeiro para as festas de fim de ano
  •  (12-12-2018) - PREITO DE AGRADECIMENTO: Diretores, Conselheiros,Presidentes e Delegados de Comissões e Funcionários
  •  (12-12-2018) - NOTA DE AGRADECIMENTO AOS AMIGOS DA OAB
  •  (10-12-2018) - AGRADECIMENTO AOS AMIGOS DA IMPRENSA
  •  (06-12-2018) - Vitória para a advocacia
  •  (06-12-2018) - Obrigado!
  •  (05-12-2018) - 30 anos da Constituição Federal
  •  (04-12-2018) - Cláudio Vianna eleito em Niterói
  •  (04-12-2018) - Bandeira vai presidir a OAB/RJ
  •  (30-11-2018) - Sensação de dever cumprido