OAB Niterói online
Notícias
Palavra do Presidente: Crime e castigo

Crime e castigo

 
Por Antonio José Barbosa da Silva - presidente da OAB de Niterói

 
Duas vitórias de relevante alcance já ocorreram na área militar e na Polícia Federal: volta das Forças Armadas para ajudar a Polícia Militar na caça à bandidagem e ação rigorosa da PF no combate à pornografia infantil e exploração sexual infantil.
 
Foram iniciativas shows de bolas de ouro em eficiência, não resta a menor dúvida. As Forças Armadas entraram em campo para trazer sossego e paz às famílias e ajudar a PM a desmantelar as quadrilhas de assaltantes e traficantes. É vitória garantida, com um placar de 10 a zero, o que já começou a ser feito com serviços de inteligência e pega-bandido.
 
 O trabalho da Polícia Federal já trouxe uma grande perda para esses quadrilheiros. É deprimente ver esses monstros usarem as crianças nessa prática obscena e condenável para aumentar o faturamento. Esses quadrilheiros são pessoas desclassificadas e sem qualquer moral. E o que é pior, sem sentimento. Só pensam no lucro fácil.
 
Aliciam, violentam, sem se importar com o  estado psíquico das crianças. São homens sem pudor e que dão a vida por dinheiro, independente dos estragos que causam.
 
Entre os integrantes das quadrilhas, há esses nocivos pedófilos, que alimentam o comércio de exploração sexual. Se não existissem essas figuras doentias, o negócio iria para o brejo, com toda a certeza,
 
O combate à pedofilia tem de continuar para tentar reduzir, pelos menos, a níveis quase zero. Outros passos certamente ocorrerão para pôr um fim  a essa praga, que não é privilégio só do Brasil e está enraizada em diversos países por esse mundo afora.
 
Aqui a Polícia  Federal fez um supergol  de placa.
 
Essa guerra contra o combate sexual precisa prosseguir com muita velocidade, na mesma intensidade com que são perseguidos os criminosos do colarinho branco. É preciso  uma união de cabo a rabo para terminar com a pornografia infantil e a exploração sexual de crianças.
 
 A sociedade é, em uníssono,  favorável ao retorno da Forças Armadas.  Deseja que o esplêndido trabalho posto em prática em outras ocasiões prossiga  firme e que a Polícia Federal caminhe com mais vitórias. Quem mata e assalta e trafica está no mesmo nível dos estupradores de crianças e dos traficantes da pornografia.
 
É necessário que a guerra sem trégua atinja com a mesma intensidade os desvios da economia e a exploração sexual de crianças.
 
Os resultados  estão aí.
 
 A população está vendo as Forças Armadas  e a PF em todos os cantos, o que deve estar deixando muito criminoso e explorador sexual nervoso e acuado, com medo que daqui a pouco outra investida leve mais gente em cana.
 
Como dois mais dois são quatro, podem estar certos que mais ações virão. Esperem para ver, e até lá os bandidos e gente do time da pedofilia fiquem sem dormir ou tomando os calmantes de última geração.
 
(Publicação em O Fluminense de 4-8-17)



back