OAB Niterói online
Notícias
Palavra do Presidente: Sacada de mestre

Sacada de mestre


 
Por Antonio José Barbosa da Silva - presidente da OAB de Niterói
 
Nestes últimos dias, a OAB de Niterói obteve duas expressivas conquistas:  o  início das instalações, no fórum em Pendotiba, do juizado especial fazendário, uma luta travada pela instituição há bastante tempo, desde que 600 mil processos passaram para responsabilidade da juíza Andréa Gonçalves, da 7ª, Vara Cível, e a assinatura de convênio com a Associação de Advogados de São Paulo, que facilitará o acesso a diversos cursos pelo sistema telepresencial.
 
O juizado fazendário recebeu, ano passado, um oficio ao Tribunal de Justiça, que este ano mereceu a aprovação do presidente da Corte, desembargador Milton Fernandes de Souza. Em grande oportunidade, autorizou o início das obras, com inauguração prevista  provavelmente para outubro, com o atendimento nesta cidade e, possivelmente, em São Gonçalo, Maricá e Itaboraí.
 
É uma lacuna que será sanada, reduzindo os encargos da juíza da 7ª. Vara, que recebeu  um “belo presente”, para não dizer o contrário  com C maiúsculo. Depois do terrível impacto, o TJ redistribuiu  50 mil para cada uma das 10 varas cíveis. Amenizou, mas não solucionou o problema.
 
O presidente da Comissão  Tributária da OAB de Niterói, Ivan Gonçalves,  deu um giro pelo fórum e conversou com os  juízes Alexandre Scizinio, diretor do Fórum de Niterói; Márcio Quintes Gonçalves, dirigente do 2º NUR; e Andréa Gonçalves, da 7ª Vara Cível de Niterói e responsável pelas execuções fiscais.
 
A ideia foi muito bem aceita e todos lembraram a existência da solicitação da presidência da OAB de Niterói.
 
O trabalho “formiguinha” de Ivan Gonçalves transformou-se logo em sucesso com começo das obras, até então segredo mantido a quatro chaves.
 
Para Ivan Gonçalves, "trata-se de uma grande vitória em prol da advocacia niteroiense, que atenderá à enorme demanda em favor dos jurisdicionados. Além disso,  esclarece, serão abertos novos nichos de atuação para os advogados. Como, por exemplo, a preparação de  cursos de capacitação profissional nesta área de atuação.
 
Em relação à associação, que teve como pai da criança, o procurador-geral da OAB de Niterói, Augusto Nunes, o convênio mereceu igualmente aplausos, como ocorreu com o juizado fazendário.
 
Vai ampliar o raio de ação da Esa em  Niterói, capitaneada pelo professor Índio do Brasil Cardoso. Disporá de um leque de opções para os cursos telepresenciais.
 
Augusto Nunes vinha se mobilizando, deste o início do ano,  para conseguir a assinatura da parceria, por reconhecer os grandes benefícios para a classe, através de aulas de luminares do Direito.
 
São duas conquistas de ouro de 18 quilates.
 
(Publicação em O Fluminense de 18-8-17)



back