OAB Niterói online
Notícias
Palavra do Presidente: Otimismo

 

Otimismo

Antonio José Barbosa da Silva - Presidente da OAB Niterói

Nós não podemos conviver em um país em que 61 mil assassinatos, entre homicídios e latrocínios, sejam considerados uma coisa comum e normal. O papel do Congresso Nacional é dar uma resposta em forma de legislação que tenha eficácia na condenação desses marginais. Não podemos continuar com essa máxima de que a polícia prende e a Justiça solta.

As duras palavras são do deputado Danilo Firte, do DEM-CE.

É uma manifestação que endossa as reclamações da polícia, no sentido de que não adianta prender e o judiciário  despachar para a rua.

É por estas e outras que o novo Código de Processo Penal, em elaboração na Câmara, vem com todo gás  para colocar um freio na impunidade que ocorre no país em todos os quadrantes. O texto em análise é o PL 8045-10.

Para o relator, deputado João Campos (PRB-GO), o atual CPP prevê recursos infindos. Por isso, muita gente, principalmente quem tem dinheiro para contratar advogado e esgotar todos os recursos, dificilmente vai para a cadeia.

Uma inovação é a criação do chamado julgamento antecipado para os crimes de menor potencial ofensivo.

Para os crimes com pena de até oito anos, se o acusado desejar - depois da conclusão da investigação -, ele poderá sentar com o Ministério Público, reafirmar a sua confissão espontânea e voluntária e, a partir daí, o Ministério Público indica a pena razoável e  submete ao juiz. O juiz poderá homologar ou não. Homologando, o cidadão já cumpre a pena de plano e não terá direito a propor nenhum recurso - afinal de contas, ele concordou com aquela pena - e o processo já se encerrará. Isso vai significar um ganho extraordinário em termos de agilidade da Justiça, declarou João Campos.

Finalmente, a Câmara entendeu ser necessário a tomada de medidas urgentes para pôr fim aos confrontos e balas perdidas que têm ceifado a vida de muita gente inocente.

A polícia está careca de denunciar este grave problema: ela prende e um juiz, sob múltiplos argumentos, joga o marginal no paraíso longe da vida enclausurada no xilindró.

Procura detalhes técnicos na investigação, mesmo sabendo das dificuldades que a polícia civil sofre com  a falta recursos humanos e materiais, além de outras deficiências.

A justiça tem de pensar na situação para a população, pois os “anjinhos” atacam a qualquer hora, não querem saber se são idosos, crianças ou mulheres. Enfiam todos no mesmo saco em questão de maldade.

O policiamento é deficiente. Faltam homens e mulheres, que ganham pessimamente, para enfrentar essa corja de marginais. Agora, caso o novo CPP seja aprovado, haverá um trabalho mais efetivo entre a polícia e a justiça criminal.

Entre as inovações do texto, Campos destaca as restrições aos recursos judiciais.

Se tudo der certo com o novo CPP, certamente a sociedade ficará mais otimista.

back

:: Mais Noticias
  •  (13-12-2018) - Vice-presidente eleita da OAB/RJ,Ana Tereza Basílio é a paraninfa da última turma de novos advogados
  •  (11-12-2018) - Desembargador Claudio de Mello Tavares é eleito presidente do TJRJ
  •  (07-12-2018) - Juiz Alexandre Chini Neto é nomeado assessor da diretoria da Escola Nacional da Magistratura
  •  (06-12-2018) - Vitória para a advocacia
  •  (06-12-2018) - Obrigado!
  •  (05-12-2018) - 30 anos da Constituição Federal
  •  (04-12-2018) - Presidente da Fundação Municipal de Educação é condecorado com Medalha José Clemente Pereira
  •  (30-11-2018) - Sensação de dever cumprido
  •  (29-11-2018) - Andra Luiza Geraldino Rocha da Silva assume presidência Comissão Defesa, Assistência e Prerrogativas
  •  (27-11-2018) - Subseção Niterói realiza palestra com enfoque na “OAB e o advogado’, dia 3 de dezembro
  •  (26-11-2018) - Palestra na OAB Niterói discute os ‘Pontos controvertidos da Reforma Trabalhista’, dia 4 de dezembro
  •  (16-11-2018) - Palavra do presidente: Fatos relevantes
  •  (09-11-2018) - Palavra do presidente: Chumbo grosso
  •  (09-11-2018) - TRT/RJ elege nova administração para o biênio 2019/2021
  •  (01-11-2018) - Palavra do presidente: Medalha de ouro
  •  (26-10-2018) - Palavra do presidente: O que fazer?
  •  (25-10-2018) - Artigo: O IMPACTO DA VIOLÊNCIA DOMÉSTICA NA SOCIEDADE
  •  (19-10-2018) - Palavra do presidente: Sem sentido
  •  (16-10-2018) - Artigo: Órfãos
  •  (11-10-2018) - Palavra do presidente: Verdade
  •  (05-10-2018) - Artigo: Mais problemas
  •  (04-10-2018) - Artigo:O DANO SINÉTICO E O FIM DO MERO INADIMPLEMENTO CONTRATUAL
  •  (02-10-2018) - Artigo: Caridade