OAB Niterói online
Notícias
30 anos da Constituição Federal

30 anos da Constituição Federal

 


A Constituição brasileira completou 30 anos no
dia 5 de outubro. A “Constituição Cidadã”, como
ficou conhecida, tornou-se o principal símbolo do
processo de redemocratização nacional. Após 21
anos de regime militar, a sociedade brasileira recebia
uma Constituição que assegurava a liberdade
de pensamento. Para o procurador-geral da
OAB Niterói, Leandro Terra Comyn, a
Constituição da República Federativa
do Brasil promulgada em 1988
inaugurou um período democrático
social em nosso País.

 

 

— Confeccionada a partir da Assembleia
Constituinte instaurada
em 1987, ela constituiu um marco
de avanço nos direitos sociais, tanto que
é reconhecida como a ‘Constituição Cidadã’.
Fruto do processo de redemocratização do País,
nossa Carta Maior desperta até hoje debates acalorados
e carregados de questões polêmicas
acerca do próprio texto constitucional e também
quanto às mais diversas interpretações jurídicas
e sociais. Contando com a efetiva participação
popular, até mesmo criticada por alguns estudiosos
do tema, fato é que o texto carrega consigo
obrigações estatais amplas, como a
liberdade de imprensa, defesa do meio ambiente
e da família. Além disto, tratou também
das garantias dos povos indígenas — diz
Comyn.

Ele também faz uma análise histórica
da Carta Magna. “Neste ano, em que a
Constituição completa 30 anos de existência,
os debates permanecem quentes.

Em ambiente político contemporâneo tumultuado,
as redes sociais deram voz e força aos mais diversos
entendimentos quando a vontade é opinar
sobre direitos e deveres dos cidadãos e do Estado
brasileiro. Nota-se, contudo, que o texto sofreu, durante
estes 30 anos, intervenções diretas por meio
de emendas muitas vezes controversas. Nesta
seara é preciso destacar que é o texto constitucional
que mais sofreu modificações
pelo Parlamento. São 106 até hoje”, diz.

O juiz A l e x a n d r e Chini Neto, do Juizado Especial Cível de Niterói,
considera que a Constituição de 1988 se notabilizou
como documento da liberdade, da dignidade,
da democracia, da inclusão social e da democratização
do Poder Judiciário.

— Sob o prisma da efetividade da tutela jurisdicional,
a verdadeira democratização do Poder Judiciário
e, por consequência, a efetivação do
acesso à Justiça, se deu com a implementação
dos Juizados Especiais Cíveis previstos no art.
98, I, da CF. Uma verdadeira revolução no sistema
jurisdicional brasileiro, liberando-o das amarras
formais e conservadoras do processo
tradicional para facilitar a celeridade e eficiência
na prestação jurisdicional”, diz o juiz.
Para Carlos Raposo, procuradorgeral
do Município, a Constituição
completa 30 anos tendo
como norma a permanente mutação,
mas nem tanto.

— Como diria Konrad Hesse, a
Constituição conforma a realidade
e é por ela conformada, uma vez que, ao mesmo tempo que serve
de norma cogente bem como de padrão informativo
de interpretação das normas infraconstitucionais,
não fica engessada no tempo, à medida que
a sociedade vai se transformando e surgem
novos valores, novas exigências vão se formando
na realidade cambiante — afirma Carlos Raposo.



back

:: Mais Noticias
  •  (13-12-2018) - Vice-presidente eleita da OAB/RJ,Ana Tereza Basílio é a paraninfa da última turma de novos advogados
  •  (11-12-2018) - Desembargador Claudio de Mello Tavares é eleito presidente do TJRJ
  •  (07-12-2018) - Juiz Alexandre Chini Neto é nomeado assessor da diretoria da Escola Nacional da Magistratura
  •  (06-12-2018) - Vitória para a advocacia
  •  (06-12-2018) - Obrigado!
  •  (05-12-2018) - 30 anos da Constituição Federal
  •  (04-12-2018) - Presidente da Fundação Municipal de Educação é condecorado com Medalha José Clemente Pereira
  •  (30-11-2018) - Sensação de dever cumprido
  •  (29-11-2018) - Andra Luiza Geraldino Rocha da Silva assume presidência Comissão Defesa, Assistência e Prerrogativas
  •  (27-11-2018) - Subseção Niterói realiza palestra com enfoque na “OAB e o advogado’, dia 3 de dezembro
  •  (26-11-2018) - Palestra na OAB Niterói discute os ‘Pontos controvertidos da Reforma Trabalhista’, dia 4 de dezembro
  •  (16-11-2018) - Palavra do presidente: Fatos relevantes
  •  (09-11-2018) - Palavra do presidente: Chumbo grosso
  •  (09-11-2018) - TRT/RJ elege nova administração para o biênio 2019/2021
  •  (01-11-2018) - Palavra do presidente: Medalha de ouro
  •  (26-10-2018) - Palavra do presidente: O que fazer?
  •  (25-10-2018) - Artigo: O IMPACTO DA VIOLÊNCIA DOMÉSTICA NA SOCIEDADE
  •  (19-10-2018) - Palavra do presidente: Sem sentido
  •  (16-10-2018) - Artigo: Órfãos
  •  (11-10-2018) - Palavra do presidente: Verdade
  •  (05-10-2018) - Artigo: Mais problemas
  •  (04-10-2018) - Artigo:O DANO SINÉTICO E O FIM DO MERO INADIMPLEMENTO CONTRATUAL
  •  (02-10-2018) - Artigo: Caridade